Prêmio Prosa

Prêmio “Flerts Nebó” - Melhor Prosa

Visando premiar os prosadores da SOBRAMES-SP, criou-se em 2000 o prêmio para a melhor prosa de cada ano, dentre os textos apresentados durante as Pizzas Literárias, e que recebeu o título de Prêmio Flerts Nebó.  Médico reumatologista, Flerts Nebó nasceu em São Paulo, em 9 de setembro de 1920. É um dos fundadores da SOBRAMES-SP, tendo ocupado sua presidência por três gestões, além de inúmeros cargos na diretoria. É Membro Honorário e Membro Emérito da Regional São Paulo. É autor de mais de 70 livros, a grande maioria romance.

Adquira o livro "Os Premiados - Prêmio Bernardo de Oliveira Martins"


Detalhes do livro:
266 páginas em papel pólen / Tamanho 13.5 x 20,5 cm
Capa colorida com orelhas 
Editora: Rumo Editorial / ISBN 978-85-60380-53-4
Organizador: Marcos Gimenes Salun
Prefácio: Carlos Augusto Ferreira Galvão

Conteúdo:
CAP.1 - A íntegra de todos os textos literários premiados;
CAP.2 - Uma pequena biografia dos 22 autores premiados, com foto;
CAP.3 - Ficha técnica das 17 edições já realizadas, indicando os vencedores de cada concurso, nome dos jurados, quantidade de textos participantes, tabelas, etc.;
CAP.4 - Pequena biografia (ilustrada) do patrono do prêmio, Dr. Flerts Nebó; 
CAP.5 - Breve histórico e regulamento do concurso.

Compre aqui (clique):



REGULAMENTO

            Em homenagem a um dos sócios mais ilustres da SOBRAMES-SP, Dr. Flerts Nebó, a Diretoria da SOBRAMES-SP resolveu instituir o Prêmio "Flerts Nebó" para A Melhor Prosa do Ano, conforme o regulamento abaixo:
            1.O Prêmio "Flerts Nebó" é instituído anualmente pela Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (SOBRAMES-SP), Regional do Estado de São Paulo, para "A Melhor Prosa do Ano".
2. Podem participar todos os membros da SOBRAMES-SP quites com a Tesouraria no ano de premiação.
3. Participam tão-somente os trabalhos em prosa apresentados mensalmente nas reuniões denominadas "Pizzas Literárias" da SOBRAMES-SP, do mês de agosto do ano anterior ao mês de julho do ano de premiação, e cujas cópias sejam entregues para eventual publicação no informativo "O Bandeirante" e em seu Suplemento Literário.
            4. Os trabalhos em prosa apresentados nas "Pizzas Literárias", mas cujas cópias não sejam entregues aos organizadores do concurso, não concorrem ao prêmio.
            5. Os trabalhos em prosa poderão ter qualquer estilo e poderão versar sobre qualquer tema., mas deverão ter a extensão máxima de 2 (duas) laudas digitadas em corpo 12, e sua apresentação oral durante a Pizza Literária não pode ultrapssar a 5 (cinco) minutos. Os trabalhos apresentados que não atenderem a este requisito não poderão participar do concurso, ainda que apresentados nas Pizzas Literárias e ainda que suas cópias tenham sido entregues aos organizadores. Somente serão consideradas apresentações de trabalhos cujos autores estejam presentes na reunião da "Pizza Literária", ainda que apresentadas oralmente por terceiros.
            6. A escolha de A Melhor Prosa do Ano se fará anualmente  por três jurados convidados, dentre os presidentes ou associados das demais regionais da SOBRAMES, e mais um jurado especialmente convidado, a critério da Diretoria, da seguinte forma:
a)      o melhor trabalho em poesia será escolhido pela apuração dos votos dos jurados, que os enviarão para a Sede da SOBRAMES-SP pelo correio, em envelope padrão, previamente recebido pelo mesmo, onde escolherão dentre os participantes, os 10 (dez) trabalhos que mais tenham apreciado, colocando-os em ordem sequencial de preferência na ficha de votação;
b)      serão atribuídos 10 pontos para o primeiro trabalho da lista, 9 pontos para o segundo, 8 pontos para o terceiro, e assim sucessivamente, atribuindo-se ao último trabalho da lista 1 ponto;
c)      a soma dos pontos de todos os votos dos jurados indicará o (s) vencedores;
d)      no caso de empate, será feita nova votação secreta apenas com os textos empatados, durante a reunião de Diretoria em que estiver sendo feita a apuração do prêmio;
e)      persistindo o empate, o Presidente da SOBRAMES-SP ou seu substituto legal atuará com voto de minerva;
f)       somente o texto vencedor receberá como prêmio o troféu com o título "Prêmio Flerts Nebó", cabendo aos textos classificados em segundo e terceiro lugares um diploma alusivo à classificação naquele concurso, a título de “ Menção Honrosa”. A decisão dos jurados é irrevogável e irrecorrível.
            7. A premiação consiste em um troféu e diploma, para a prosa vencedora e diplomas de Menção Honrosa às prosas classificadas em segundo e terceiro lugares
            8. O vencedor e os demais classificados são avisados com antecedência, para garantir seu comparecimento para receber o prêmio.

PREMIADOS

1º Concurso – Ano da premiação: 2000
Vencedor: Roberto Caetano Miraglia – “O Deproma”
Período abrangido: agosto de 1999 a julho de 2000
Nota: excepcionalmente neste primeiro concurso não foram atribuídas menções honrosas

2º Concurso – Ano da premiação: 2001
Vencedor: Marcos Gimenes Salun – “Qué qui móia”
Menção Honrosa: Luiz Giovani – “Cansaço”
Menção Honrosa: Karin R.S.Massaro – “Hoje não escrevo”

3º Concurso – Ano da premiação: 2002
Vencedor: Paulo Adolpho Leierer – “João”
Menção Honrosa: Rodolpho Civile – “As alegres comadres do Bexiga”
Menção Honrosa: Rodolpho Civile – “Nicola, o barbeiro do Bexiga”  

4º Concurso – Ano da premiação: 2003
Vencedor: Walter Whitton Harris – “Uma pedra no destino da Escócia”
Menção Honrosa: Marcos Gimenes Salun – “O homem que vendeu a cabeça”
Menção Honrosa: Rodolpho Civile – “Pavana para uma rolinha morta”      

5º Concurso – Ano da premiação: 2004
Vencedor: Josyanne Rita de Arruda Franco – “Depois daquela tarde”
Menção Honrosa: Arlete M.M.Giovani – “Amor incondicional”
Menção Honrosa: Rodolpho Civile – “O amor entre os elefantes”   

6º Concurso – Ano da premiação: 2005
Vencedor: Marcos Roberto dos Santos Ramasco – “Redolência Feminal”
Menção Honrosa: Helio Begliomini -  “Arte, literatura, subjetividade e marketing”
Menção Honrosa: Luiz Jorge Ferreira  –  “Prefácio ao livro Thibum”          

7º Concurso – Ano da premiação: 2006
Vencedor: Alitta Guimarães Costa Reis – “Olho do Elefante”
Menção Honrosa: Walter Whitton Harris -  “O mendigo de gravata”
Menção Honrosa: Sérgio Perazzo  –  “Wagner está esperando lá fora”        

8º Concurso – Ano da premiação: 2007
Vencedor: Luiz Jorge Ferreira – “O Azul”
Menção Honrosa: Marcos Gimenes Salun -  “Pequena alegoria sobre a miséria dos homens”
Menção Honrosa: Sérgio Perazzo  –  “Mi Buenos Aires Querida”    

(Em 2008 não houve apuração/premiação  para os textos em prosa.)

9º Concurso – Ano da premiação: 2009
Vencedor: Sérgio Perazzo - "Pequeno Inventário de Uma Grande Paixão"
Menção Honrosa: Luiz Jorge Ferreira - "Texto 1"
Menção Honrosa: José Jucovsky - "Viúvas da Seca"

10º Concurso – Ano da premiação: 2010
Vencedor: Geovah Paulo da Cruz - "Boteco"
Menção Honrosa: Merval Marques Figueiredo Junior - "Pega Pega"
Menção Honrosa: Aida Lúcia Pullin Dal Sasso Begliomini - "Um Dia Especial"

11º Concurso – Ano da premiação: 2011
Vencedor: Lígia Terezinha Pezutto - "A Florista"
Menção Honrosa: Márcia Etelli Coelho - "Perdido Em Uma Ilha Deserta"
Menção Honrosa: Márcia Etelli Coelho - "Minha Alma É Menina"


12º Concurso – Ano da premiação: 2012
Vencedor: Marcos Gimenes Salun - "Cabeça de Cachorro"
Menção Honrosa: Sérgio Perazzo - "O Alisador de Areia"
Menção Honrosa: Luiz Jorge Ferreira - "Lua Nova, Quarto Minguante, Flauta Doce"


13º Concurso – Ano da premiação: 2013
Vencedor: Sérgio Perazzo - "Guerrilheira"
Menção Honrosa: Roberto Antonio Aniche - "Naufrágio"
Menção Honrosa: Rodolpho Civile - "O Papai-Noel ladrão"


14º Concurso – Ano da premiação: 2014
Vencedor: Marcos Gimenes Salun - "Uma Janela para o Jardim"
Menção Honrosa: Luiz Jorge Ferreira - "A Flauta de Seu Jorge"
Menção Honrosa: Sérgio Perazzo - "O Matador de Vagalumes"


15º Concurso – Ano da premiação: 2015
Vencedor: Walter Whitton Harris - "Dia da papoula"
Menção Honrosa: Suzana Grunspun - "Escritores e personagens"
Menção Honrosa: Sérgio Perazzo - "O palhaço"


16º Concurso – Ano da premiação: 2016
Vencedor: Sérgio Perazzo - "A amizade sumiu"
Menção Honrosa: Roberto Antonio Aniche - "Porões da alma"
Menção Honrosa: Walter Whitton Harris - "Os chinelos voadores"


17º Concurso – Ano da premiação: 2017
Vencedor: Sérgio Perazzo - "A filha do chefe da estação"
Menção Honrosa: Sheila Regina Sarra - "Em busca da luz"
Menção Honrosa: Rodolpho Civile - "Reflexões de um quase suicida"


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...